150 anos da entrega do ícone de N. Sra. do Perpétuo Socorro aos Redentoristas

150 anos da entrega do ícone de N. Sra. do Perpétuo Socorro aos Redentoristas

0

Os Missionários Redentoristas iniciam, a partir de hoje (27/6), as celebrações jubilares por ocasião dos 150 anos da entrega do ícone da Mãe do Perpétuo Socorro pelo Vaticano.

Em 1866, o Papa Pio IX confiou à Congregação do Santíssimo Redentor, conhecida como Missionários Redentoristas, a missão de tornar o ícone conhecido no mundo inteiro. O mandato concedido pelo Pontífice é chamado também “Início da Visitação Pública do Ícone”, que será celebrado em junho de 2016, com uma intensa programação, que tem como lema: “Mãe do Perpétuo Socorro, Ícone do Amor”!

Por isso, o Superior Geral da Congregação, Padre Michael Brehl, convocou um Ano Jubilar de 27 de junho de 2015 a 27 de junho de 2016.

Devoção em Curitiba

No Sul do Brasil, de modo particular em Curitiba (PR), além do início do Ano Jubilar, o Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro comemora também 55 anos do início das Novenas marianas na capital paranaense.

Em 1960, na Capela Nossa Senhora da Glória, com a chegada dos Missionários Redentoristas em Curitiba, teve início a prática das Novenas. Devido ao grande crescimento desta devoção mariana, a Congregação viu-se obrigada a construir uma Igreja maior, hoje Santuário do Perpétuo Socorro, inaugurado em 1969.

Hoje, segundo a Arquidiocese de Curitiba, a Novena, em todas as quartas-feiras, pode ser considerada patrimônio cultural da cidade, pois, todos os anos, o Santuário atrai aproximadamente 2 milhões de pessoas. Todas as quartas-feiras, cerca de 35 mil pessoas participam das 17 novenas realizadas, de hora em hora, três delas com a celebração da Santa Missa. Na capital paranaense e na Região Metropolitana, a Novena se realiza também em mais de 150 lugares, entre paróquias, capelas, hospitais, asilos.

Neste ano, a dupla comemoração, em Curitiba, teve início no último dia 18, com a Festa e o Novenário, que tem por tema: “Mãe, eis aí o teu filho” (Jo 19,25), presididas pelo Arcebispo local, Dom José Antonio Peruzzo. Hoje, dia 27, a programação inclui carreata, procissão luminosa, novena e Missa solene, festa junina e Missa de encerramento.

Ano Jubilar

O ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, entregue aos Redentoristas por Pio IX, em 11 de dezembro de 1865, após passar por uma restauração, em 26 de abril de 1866, foi levado em procissão solene pelas ruas de Roma e entronizada na Igreja de Santo Afonso, hoje Santuário Internacional desta devoção.

Ao convocar o Ano do Jubileu, o Superior Geral da Congregação destacou: “De acordo com o que o Papa Pio IX nos exortou, os missionários Redentoristas, certamente, a tornaram conhecida no mundo inteiro’. Durante os últimos 150 anos, a devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro acompanhou os missionários Redentoristas em todos os lugares de missão”.

Padre Brehl lembrou ainda: “Durante este Ano Jubilar somos chamados a seguir o exemplo do discípulo amado: acolher Maria, Mãe do Perpétuo Socorro, em nossa própria casa, como a acolhemos na Igreja de Santo Afonso em Roma!”

Envie sua Mensagem