O Advento no Tempo Litúrgico

O Advento no Tempo Litúrgico

0

Estimad@ Leit@r,

O ano litúrgico, marcado por cores, símbolos e palavras, tem por finalidade nos fazer aprofundar no mistério de Cristo desde a sua Encarnação à sua Ascensão gloriosa. Para melhor compreendermos a dinâmica do tempo, na liturgia nos propomos a analisar algumas questões que se referem ao Tempo do Advento, tempo esse que abre o ano litúrgico.

Sentido do termo

Advento vem do latim Adventus e significa “que está para vir”. Ou seja, o tempo do Advento é para a Igreja um tempo de forte mergulho na liturgia e na mística cristã. É como o próprio nome diz: um tempo de espera que prepara a alegre vinda do Senhor.

O Advento tem o seu início às vésperas do domingo mais próximo do dia 30 de novembro e vai até às primeiras vésperas do Natal de Jesus, contando quatro domingos. 

Caracteriza-se pelo forte apelo à conversão e à renovação da esperança cristã. É um tempo onde todos são chamados a vivenciar os passos de Cristo na história, rememorando o seu Natal e se colocando vigilante na espera de sua segunda vinda.

141

Como celebrar o Advento?

O Advento deve ser celebrado com sobriedade e com discreta alegria. Não se canta o Glória para que na festa do Natal possamos nos unir aos anjos e entoar esse hino como algo novo, dando glória a Deus pela salvação que realiza no meio de nós.

O Advento é marcado em tom litúrgico pela cor roxa, com exceção do terceiro domingo quando cintila a cor rósea, indicando que o Natal do Senhor se aproxima. Esse terceiro domingo em especial recebe o nome de Domingo da Alegria (ou Domingo Gaudete), e faz alusão à segunda leitura que diz: “Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito, alegrai-vos, pois o Senhor está perto”. (Fl 4, 4).

Espiritualidade

“Cristo é a nossa esperança” (I Tm 1, 1); esperança na renovação de todas as coisas, na libertação das nossas misérias, na vida eterna, esperança que nos forma na paciência diante das dificuldades. Por isso, a grande espiritualidade desse tempo, é reviver alguns dos valores essenciais do cristianismo, como a alegria, a vigilância, a esperança, a pobreza e a conversão.

 

Símbolo

Entre os vários símbolos que marcam esse tempo litúrgico, a Coroa do Advento é o que mais se destaca. Isso porque ela tem o seu lugar privilegiado tanto nas igrejas quanto nas famílias cristãs.

Ornada de galhos verdes, fitas e bolas natalinas, a coroa quer ser o sinal do mistério que se celebra nesse tempo, a saber, a humanidade está grávida de Deus e precisa mais uma vez deixar que Ele nasça em cada coração. 

As velas, que gradativamente se acendem, significam a progressiva aproximação do Nascimento de Jesus, a progressiva vitória da luz sobre as trevas. Originariamente, as velas eram três de cor roxa e uma de cor rósea, as cores dos domingos do Advento. O roxo, para indicar a penitência, a conversão a Deus e o róseo como sinal de alegria pelo próximo nascimento de Jesus.  Hoje, em dia, as velas foram tomando outras cores, formas e até odores, isso tudo para nos fazer lembrar que, como Maria, precisamos viver a feliz esperança do Cristo que logo, logo vai chegar.

Que a Coroa do Advento ajude a você, a sua família e a sua comunidade a bem se prepararem para o Natal do Senhor!  

Envie sua Mensagem