Iniciativas pela vida marcam Dia Nacional da Juventude pelo Brasil

Iniciativas pela vida marcam Dia Nacional da Juventude pelo Brasil

0

cruz“Que nenhum jovem viva em contexto de escravidão, violência e morte! E que nossos jovens, em compromisso missionário pessoal e coletivo, sejam, cada vez mais, ‘sal e luz’ de vida e liberdade no meio de seus irmãos e irmãs”, disse bispo auxiliar de Campo Grande (MS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, dom Eduardo Pinheiro da Silva.

 

Este ano, o Dia Nacional da Juventude (DNJ) celebrado neste domingo, 19, retoma a reflexão da Campanha da Fraternidade deste ano e debate a problemática do tráfico humano envolvendo jovens.

 

Dioceses, paróquias e comunidades do Brasil comemoram a 29ª edição do evento, com a realização de diferentes atividades locais e nacionais. A fundamentação bíblica para o DNJ é“Eis o que diz o Senhor: Praticai o direito e a justiça, e livrai o oprimido das mãos dos opressores” (Jr 22,3a) e o lema “Feitos para sermos livres, não escravos”.

 

Dom Eduardo recorda que o DNJ é organizado pela Coordenação da Pastoral Juvenil Nacional, com o objetivo de mobilizar a sociedade para temas de interesse comum. “Com este lema do DNJ 2014, renovemos nosso compromisso de evangelizadores da juventude, chamados a auxiliá-la em sua dignidade de filiação divina”, pediu.

 

Jovens missionários

 

A preparação para o evento nacional tem início, primeiramente, nas dioceses, com a realização das Jornadas Diocesanas da Juventude (JDJ). A atividade reúne os jovens para vivência de encontros de formação e espiritualidade, em vista do DNJ 2014. No mês de outubro, os jovens realizam as missões populares em suas comunidades e paróquias.

 

A Comissão Nacional orienta, também, reviver o testemunho dos santos celebrados neste mês missionário, entre eles, Santa Teresinha do Menino Jesus, padroeira das Missões, celebrada em 1º de outubro.

 

“Aproveitemos do testemunho destes muitos santos e santas para encherem os olhos e o coração dos nossos adolescentes e jovens de entusiasmo missionário! Confiram se nos encontros de catequese e na programação dos grupos e movimentos juvenis existentes em sua paróquia, há momentos formativos ao redor destas figuras emblemáticas que marcam nossa história cristã e desinstalam as pessoas para servir a Deus e ao próximo”, sugere dom Eduardo.

 

O subsídio elaborado pela coordenação nacional traz sugestões de atividades para preparar o DNJ. São motivações como a promoção de fórum de debate sobre o tema, caminhada com jovens, Dia missionário, além de momentos celebrativos como missas, vigílias de oração, terço, meditação da Sagrada Escritura, procissão pelas ruas da cidade.

Envie sua Mensagem